Por que o frango cruzou a estrada?

Convivemos constantemente com muitas interrogações desde os tempos das cavernas. Perguntas que não tem respostas, questões existenciais, as quais nem mesmo os grandes pensadores clássicos, nem filósofos contemporâneos encontraram repostas adequadas. Algumas questões preocupam, outras incomodam. Algumas instigam nossa fé, outras não, algumas, do tipo comportamental nos fazem ter um olhar diferente sobre as coisas e sobre nós mesmos e por aí vai, numa viagem filosófica infinda sobre os dilemas da vida.

Mas, deixando a filosofia de lado, até porque, por vezes, nosso cotidiano merece uma dose de humor adequado para que possamos levar a vida com mais leveza e tranquilidade.

Abaixo algumas respostas de famosos, especialistas em suas categorias e outras, mais populares, anexadas por conta de cada curioso, assim como eu, o qual teve a vontade de incluir os candidatos à presidência.

As respostas segundo: 

Platão: porque buscava alcançar o bem.

Aristóteles: é da natureza dos frangos cruzar a estrada.

Freud: na verdade, a estrada representa a relação com seu progenitor, e o frango não é bem um frango… o fato de o frango ter cruzado a rua é um sintoma de insegurança sexual.

Eleitor: para votar no segundo turno.

Marina Silva: a gente entende que é preciso dar sustentabilidade ao frango.

Dilma: para garantir o bolsa família e inscrever-se no minha casa minha vida.

Aécio Neves: eu tenho certeza que o frango também quer mudanças.

FHC: Por que ele atravessou a estrada, não vem ao caso. O importante é que, com o Plano Real, o povo está comendo mais frango.

Lula: porque queria se juntar aos outros mamíferos.

Maquiavel: a quem importa o porquê? Estabelecido o fim de cruzar a estrada, é irrelevante discutir os meios que utilizou para isso.

Marx: o atual estágio das forças produtivas exigia uma nova classe social de frangos, capazes de cruzar a estrada.

Einstein: se o frango cruzou a estrada ou a estrada se moveu sob o frango, depende do ponto de vista. Tudo é relativo.

Sócrates: tudo que sei é que não sei.

Parmênides: o frango não atravessou a estrada porque não podia mover-se. O movimento não existe.

Darwin: ao longo de grandes períodos de tempo, os frangos têm sido selecionados naturalmente, de modo que, agora, têm uma predisposição genética a cruzar estradas.

Blaise Pascal: quem sabe? O coração do frango tem razões que a própria razão desconhece.

Nietzsche: ele deseja superar a sua condição de frango, para tornar-se um superfrango.

Kant: o frango seguiu apenas o imperativo categórico próprio dos frangos. É uma questão de razão prática.

Estóicos: o frango atravessou a estrada porque esse é um acontecimento necessário. É o destino. Já estava previsto pela ordem universal do cosmos.

Martin Luther King: Eu tive um sonho. Vi um mundo no qual todos os frangos serão livres para cruzar a estrada sem que sejam questionados seus motivos.

Newton: 1) Frangos em repouso tendem a ficar em repouso; frangos em movimento tendem a cruzar a estrada. 2) por causa da atração gravitacional exercida pelos outros frangos que já estavam do outro lado da estrada.

Feministas: Para humilhar a galinha, num gesto exibicionista, tipicamente machista, tentando, além disso, convencê-la de que, enquanto galinha, jamais terá habilidade suficiente para cruzar a estrada.

Nelson Rodrigues: Porque viu sua cunhada, uma galinha sedutora, do outro lado.

Moisés: Uma voz vinda do céu bradou ao frango: “Cruza a estrada!” E o frango cruzou a estrada e todos se regozijaram.

Che Guevara: Hay que cruzar la carretera, pero sin jamás perder la ternura…

Caetano Veloso: O frango é amaro, é lindo, uma coisa assim amara. Ele atravessou, atravessa e atravessará a estrada porque Narciso, filho de anô, quisera comê-lo…ou não!

Maconheiro: olha isso cara… que viagem…

Surfista: O bicho atravessou, cara… Bicho manêro, aí. Demaaaaais… Issah…

Ambientalista: Era um frango transgênico, não era?

Fazendeiro: por causa de que arguém deixo a porta do galinheiro aberta.

Cristãos: isso é um mistério que somente Deus pode responder.

Espíritas: o frango cruzou a estrada porque incorporou um espírito aventureiro.

Evangélicos: porque Jesus o ama.

Sabedoria popular: porque o lado de lá é sempre melhor.

Professora primária: porque queria chegar do outro lado da rua.

Criança: porque sim.

E você o que acha? 

Mario Vicente

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *